Thursday, July 05, 2007

Os Hippies e a Propaganda

Nos tempos áureos de 1900 e bolinha tudo era molto meraviglioso e todos viviam felizes e contentes em suas vidinhas pacatas. Até que um dia chegou a guerra com sua cara feia e tocou o terror. *sonoplatia de sirene* uóóóóóóóónz!
Depois de um tempo a guerra acabou mas tudo ficou chato e sem-graça, pois o mundo sofria das repercussões do conflito e a esse período se dá o nome de Grande Depressão.


Devia mesmo ser depressivo, tudo era preto e branco... até a encarnada Coca-Cola(R)



Até que surgiu Hollywood! e todo mundo vibrou e correu e serelepeou pelas ruas ovacionando a nova esperança de George Lucas! Espera-- isso é outra história. Estamos aqui para falar dos hippies e como seu modo de vidinha pacato levou ao consumo desenfreado da sociedade de massa consumista capitalista selvagem homem primata. (Horkheimer ficaria feliz comigo depois dessa verborragia)

Durante a Depressão as fábricas continuaram a produzir, mas como todo mundo tinha problemas mais importantes pra resolver ninguém comprava nada. E o que era produzido ficava no estoque mofando. Isso por causa do Fordismo e do Taylorismo, que inauguraram a produção em série non-stop aqui na sua MTV. Eu sou Sabrina Parlatori--.

A partir daí a indústria foi ficando cada vez mais entupida. Até que um dia veio uma japonezaiada e pensou em fazer tudo ao contrário. Começar pelo fim, tipo as revistas japonesas, isso mesmo, foi uma loucura. Ao invés de empurrar o produto eles perguntavam ao consumidor como ele queria.

A concessionária manda as especificações pra linha de produção e fazem o carro em tempo recorde. Logo o produto está passeando por aí fazendo muito vrum-vrum e poluindo o ambiente. ain... como é lindo!. A essa coisa de japa foi dado o nome de toyotismo, porque será? Acho que é por causa da Honda...


I said black cars!! Black!



Aí que começa a sujeirada Hippie. Os japoneses decidindo perguntar perguntas para o consumidor fez o mundo se inverter. Essa mudança chegou no marketing. Agora a tendênça era fazer pesquisa de mercado. Vive-se isso de modo tão arraigado que já não se faz nada sem pesquisa de mercado. A partir daí como todo mundo era bicho-grilo mesmo as propagandas começaram a ousar. Ousa daqui, ousa de lá e patati patatá. Tudo mudou, tudo virou caos. Os Hippies venceram... Desse jeito as propagandas bem comportadas da década de 60-70 virou uma psicodelia sem tamanho. Com textos sedutores, linguagem atraente, cores vivas e esquecendo detalhes como características técnicas do produto para se evidenciar apenas alguns pontos.


Anúncio dos 60's: -Mamãe diz que eu tenho que ser comportado.



Propaganda subversiva nazi- comun-, digo, hippie

3 comments:

samya said...

paz e amor?

iris said...

éramos felizes e não sabíamos...
ou somos felizes e não sabemos?

Saffron said...

You write very well.